Mostrando postagens com marcador como fazes spam. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador como fazes spam. Mostrar todas as postagens

Tutorial Como fazer um spam


Como criar um SPAM Todas as correntes e SPAMs famosos não fizeram sucesso ao acaso. Elas seguiram uma série de passos que possibilitaram com que fossem repassadas a dezenas de milhares de caixas de correio indefesas por toda a Internet. Vejamos como montar sua corrente rapidamente e com eficiência.

1º Escolha o assunto:
A escolha do assunto da sua corrente é muito importante, pois é preciso que seja polêmico a ponto de sensibilizar o leitor incauto a repassá-la para toda a sua lista de endereços. Uma dica é escolher algum produto que seja consumido pela grande massa ou alguma celebridade em algum tipo de escândalo irreal. Há os que preferem fotos de crianças doentes e mutiladas ou mensagens religiosas e de auto-ajuda, mas estes trataremos mais tarde.

2º Monte uma história:
Independente do assunto escolhido, saiba que a história sempre precisa ser forçada. Histórias que beiram o limite do crível são repassadas com muito mais facilidade.

3º Narrativa:
Não importa se você é um jornalista ou professor de português, a narrativa precisa possuir o maior número de erros possível para atingir o povão. Se você escrever errado terá um nível de identificação muito maior com o público. Um estágio em alguma favela ou albergue é altamente recomendado para aprimorar suas técnicas. Lembre-se: “problema” não é “problema”, é “pobrema” e por aí vai. Frases em caixa alta também ajudam bastante.

4º Incentivo:
É preciso bolar algum gancho no final da mensagem que justifique passar para frente a corrente. Seja ela amaldiçoando quem não enviar ou então esclarecendo que trata-se de uma mensagem de utilidade pública e que “TODOS OS SEUS CONTATOS PRECISAM SABER”.

5º O anexo:
De alguma forma, ainda que falsa, você precisa apresentar algo para provar sua afirmação, e isso ocorre através do anexo. Toda corrente que se preze vem com algum arquivo em anexo. Qualquer foto ou figura que remeta ao produto/ pessoa, ainda que remotamente, já é mais do que suficiente para a aceitação geral. Na verdade, é até interessante que o anexo não seja exatamente aquilo que está em pauta, é preciso deixar fluir a imaginação da massa. Arquivos power point são bem vindos.

6º Expansão:
Procure deixar bem claro na mensagem que a pessoa não só precisa reenviá-la para quantos destinatários conseguir como também precisa comentar com seus conhecidos que não possuem e-mail. A disseminação verbal, apesar de não ser contabilizada, é um ponto a favor.
Voltando à mensagem, tome cuidado com limites de tempo. A moda de “repasse para 889 pessoas em 42 segundos” já passou, pois caso vença o prazo, o usuário perde o interesse e não encaminha a corrente para ninguém.

7º Listagem inicial, ou os “first-viewers”
A escolha da listagem inicial para envio da corrente não precisa ser muito criteriosa, mas alguns pontos-chave devem ser observados para auxiliar na proliferação, são eles:
- Procure ter acesso a micros de parentes, para encaminhar diretamente a toda a listagem de amigas da sua prima paty ou de pacientes do seu tio médico, é bem efetivo.
- Outro ambiente propício é no trabalho. Crie um e-mail alternativo em qualquer serviço gratuito por aí e repasse para todas as contas internas da empresa. Vai ser o assunto do dia.
- Envie a algum colega alienado que sempre repassa correntes a você. Pode ter certeza que ele possui uma lista de endereços enorme para a qual irá repassar seu e-mail com todo o prazer.